As cores verde e castanho fazem parte deste azulejo, também produzido em Lisboa, um espécime raro. O padrão é da “família” das “camélias”. Pertenceu ao Convento da Encarnação naquela cidade.