Esta peça, de dimensões pouco usuais para uma faiança, decorada com o emblema dos Jesuítas, ilustra o período de decadência da faiança portuguesa na primeira metade do séc. XVIII