Cadeira de castanho, com costas e assento de couro gravado, preso por pregaria grossa. Tem pernas e travessas torneadas, testeira entalhada de SS entrelaçados, pés do denominado tipo pincel, também conhecido por pé espanhol, atestando a sua origem peninsular. Testemunhando o grande progresso técnico que a decoração do couro atinge neste período, este exemplar apresenta a sua composição mais frequente. Lembrando bordados orientais, representa um pavimento ladrilhado sobre o qual assenta uma albarrada com grandes flores, ladeada por duas figuras de menino, motivo característico do estilo português, comum ao azulejo.