Magnífica obra de arte executada por artífices de Santiago de Compostela, esta cruz foi encomendada pelo bispo D. Frei Álvaro de São Boaventura. Foi realizada em azeviche, um carvão fóssil de cor negra, comum no norte de Espanha, cuja fragilidade não aconselha grandes lavores. Contudo, neste exemplar, de dimensões excecionais, pode observar-se um notável trabalho escultórico de pequenas figuras de santos, símbolos dos Evangelistas e enrolamentos geometrizantes. É uma cruz de luto que terá sido usada pela primeira vez na procissão do Cabido da Sé, na Sexta-feira Santa do ano de 1682.