Provavelmente de trabalho oriental e oriundo da região de culto budista, o turíbulo esférico (estrutura geométrica comum neste período da transição entre o séc.XVI e os começos da centúria seguinte), com decoração vazada de crisântemos e discos solares, ostenta o brasão do bispo D. João Mendes de Távora e tem a particularidade de apresentar a trempe de suporte, de terminação tripartida, em forma de pés de cabra.