Uma das melhores colchas portuguesas do acervo é bordada a fio de seda vermelho sobre linho e adota um padrão decorativo tipicamente barroco. Delimita-a uma barra preenchida com ondeados entrelaços de ramagens ornadas de folhas, rosas e cravos e um galão com franja. O campo é totalmente preenchido por agrupamentos simétricos de entrelaçados vegetalistas e florais, e o eixo axial é marcado por três medalhões polilobulados decorados com cravos estilizados.
Sob o ponto de vista simbólico – o cravo associado à virilidade masculina, enquanto a rosa está ligada à feminilidade – esta peça aproxima-se às colchas de noivado de Castelo Branco.