Figura dotada de grandes asas, eivada de simbologia. Trata-se do Anjo protector do Mosteiro de Santa Clara, personificado na igreja monástica gótica que ostenta em escudo, na mão esquerda.

A mão direita conserva, por sua vez, o punho de uma espada, que ergueria para defender a comunidade religiosa dos pecados do mundo, e para garantir o cumprimento dos valores espirituais da regra franciscana de Santa Clara. A obra é igualmente atribuída ao Mestre dos Túmulos Reais.