A devoção aos sete Arcanjos é um curioso capítulo da história religiosa da Contra-Reforma.O Arcanjo S. Miguel, o victoriosus, imponente e elegante, surge com os atributos que o caracterizam, testemunhando a sua vitória sobre satanás – triunfo do Bem sobre o Mal.

Aqui, apresenta-se armado, com vestes decorativamente muito ricas, numa gestualidade contida, tipicamente barroca, em que se destaca a capa esvoaçante, em forma de leque. Bastante rara na iconografia cristã é a figura sobre a qual o arcanjo se ergue triunfante – uma diaba.