Na encruzilhada de caminhos, com ligação a Compostela, a Colegiada de S. Tiago foi edificada fora da muralha, servindo o bairro burguês da cidade.

Data de finais do séc. XII e inícios do séc. XIII, embora seja referido no séc. XII um edifício que a antecederia no mesmo local.

Conserva na atualidade, como principal documento, os seus dois portais – o da fachada e o lateral, ambos colocados num corpo avançado. O primeiro é formado por fustes espiralados e capitéis com motivos vegetalistas e antropomórficos; o segundo, por fustes prismáticos, decorados com rosetas e vieiras simbólicas do santo, cujo padroado liga o edifício a Compostela.

MNMC 58 MNMC 58 E 716 E 716

O Museu possui dois capitéis, de excelente trabalho escultórico, e de estilo muito semelhante ao da Sé Velha, que pertenceram a S. Tiago, embora se desconheça a sua colocação original. Apresentam motivos zoomórficos – aves (MNMC 581) e animais fantasiados (E716) – próximos da temática presente no portal principal deste edifício.