Alfaias de culto utilizadas para a combustão do incenso, os turíbulos adoptaram no período gótico um esquema de elementos arquitectónicos retirados dos templos da época. Com efeito, estas duas peças, em liga de cobre, assemelham-se a miniaturas arquitectónicas rasgadas por aberturas ogivais, ao mesmo tempo que se elevam em torres pinaculares.