Prémio Acesso Cultura 2018: deliberação do júri

MENÇÃO HONROSA – ACESSIBILIDADE INTEGRADA

Museu Nacional de Machado de Castro e Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão com Deficiência Mental (APPACDM) de Coimbra

Projeto: Imagens que Guiam

É essencial que os equipamentos culturais nacionais evoluam no sentido de assumir em pleno a obrigação que lhes cabe de assegurar que os serviços que prestam são acessíveis a todos os públicos, combatendo todos os obstáculos que ainda existem para que tal possa ser um dado adquirido. É importante que a garantia de acessibilidade dos equipamentos culturais nacionais tenha cada vez mais um carácter contínuo e ordinário, transmissível ao longo do tempo necessário para poder passar a ser assumido como certo por todo o público que, de alguma forma, possui algum tipo de necessidades especiais. O Museu Nacional de Machado de Castro tem vindo a garantir o acesso às visitas ao seu espaço e à arte que nele está disponível a público com incapacidade intelectual, assim permitindo o reconhecimento das suas capacidades sociais e culturais. Pelo exposto, o Júri decidiu por unanimidade que o trabalho desenvolvido pelo Museu Nacional de Machado de Castro e pela Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão com Deficiência Mental (APPACDM) de Coimbra constitui uma forma de trabalhar a acessibilidade de um modo consistente e alargado, pelo que é merecedor de uma Menção Honrosa na área da Acessibilidade Integrada pelo projeto Imagens que Guiam.