Sabia que... hoje é o Dia Mundial da Metrologia?

A 20 de maio de 1875, que 17 países (incluindo Portugal) assinaram a Convenção do Metro em Paris, estipulando as bases de medição no mundo com o Sistema Internacional de unidades (SI).Pesos e medidas com valores exatos, universalmente aceites, tal como hoje os conhecemos, só existem, portanto, desde o séc. XIX.

Para expressar o comprimento, a superfície e o volume das coisas, os homens começaram por relacioná-los com o seu próprio corpo: o pé, o passo, a polegada, o palmo, as braças, o côvado, a mão…No entanto, o desenvolvimento das trocas comerciais exigiu mais rigor, conduzindo à invenção de unidades-padrão.A grande diversidade de pesos e medidas e os diferentes nomes que lhes eram atribuídos, de região para região, suscitaram várias tentativas régias para uniformizar os padrões a nível nacional.

O Museu Nacional de Machado de Castro possui uma significativa coleção de pesos e medidas, que pertenceram ao concelho de Coimbra, desde a reforma de D. Manuel I a D. João VI. São peças em bronze, que apresentam as armas reais, e foram adotadas como medidas-padrão, quer para líquidos - almude (unidade fundamental), meio almude, a canada, a meia canada, quartilho e meio quartilho; quer para sólidos - alqueire (unidade fundamental), meio alqueire, quarta, oitava e fanga.

Como curiosidade, e dando nota da relevância social destes objetos, lembramos a expressão ainda hoje usada - ‘não tem os alqueires bem medidos’ - no caso de quem apresente comportamentos fora dos padrões socialmente considerados normais.