Camões, como mito vivo da cultura lusíada e autor cimeiro do cânone nacional, originou esta singular convocação a 20 artistas plásticos para manifestarem em obra original facetas do seu diálogo com o legado camoniano, numa organização do Centro Interuniversitário de Estudos Camonianos (CIEC), Museu Nacional de Machado de Castro (MNMC) e Câmara Municipal de Coimbra. A exposição abriu ao público a 17 de novembro, numa sessão com a presença da Ministra da Cultura, Graça Fonseca. Galeria de imagens, clique aqui

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve no MNMC e visitou a exposição camoniana na sexta-feira, 20 de novembro. Aceda aqui à galeria de imagens e vídeo

'Refracções Camonianas em artistas do século XXI' pode ser visitada no MNMC, de terça-feira a domingo, das 10h00 às 17h30. Entrada gratuita. Lotação condicionada de acordo com as orientações da DGS face à pandemia de COVID-19. Uso obrigatório de máscara.

Visite!