Na obra de Nadir Afonso as cidades são constituídas por arquiteturas de linhas e formas, que no conjunto se modelam em volumes num equilíbrio estável, onde os fundos brancos imperam e as linhas que compõem os edifícios surgem numa simbiose de forma e cor.
A exposição insere-se nas comemorações do centenário do nascimento do artista e pode ser visitada até 15 de março 2020, de terça a domingo, das 10h às 17h30 (aos sábados e domingos encerra das 12h às 14h30), com entrada gratuita.

Partilhamos consigo o registo de alguns momentos da inauguração a 15 de janeiro 2020.