Assinalando o início da segunda edição da iniciativa "Abril no Feminino" – este ano adiada para o mês de maio devido às contingências decorrentes da pandemia de Covid-19 –, abriu ao público no dia 8 de maio, em três salas do Museu Nacional de Machado de Castro (MNMC), a exposição "RURALIDADES", da autoria do médico-veterinário e fotógrafo Jorge Bacelar. O autor e alguns dos trabalhadores rurais fotografados estiveram presentes na sessão de abertura, com um momento musical interpretado pelo grupo 'Segue-me à Capela'.

As mais de 30 fotografias que agora se expõem mostram os sinais de um mundo rural captado num território que incide sobretudo em explorações agrícolas nas aldeias e vilas de Estarreja, Murtosa e Ovar, mostrando uma intensa cumplicidade entre estas pessoas simples e o fotógrafo, que, como Jorge Bacelar afirma, são “o seu mundo e a sua gente”, com quem trabalha e convive afetivamente há mais de 20 anos.
Os retratos fotográficos de Jorge Bacelar são imagens telúricas de vidas consagradas ao trabalho rural, aos frutos da terra e ao cuidar dos animais, narrativas silenciosas de pessoas que labutam do nascer ao pôr-do-sol, mostrando o desgaste do tempo no rosto, mas ainda com um brilho poderoso no olhar, ou de agricultores cujas mãos calejadas e deformadas pelos trabalhos duros do campo continuam a operar o milagre de cultivar os alimentos da terra.

Esta exposição pode ser visitada até ao dia 5 de setembro de 2021, de terça-feira a domingo, entre as 10h e as 18h. Entrada gratuita. Lotação condicionada de acordo com as normas definidas pela DGS.