Esta exposição, organizada no âmbito das comemorações dos 150 anos do nascimento de Camilo Pessanha, apresenta um dos núcleos mais significativos da coleção doada pelo poeta ao estado português, designadamente ao MNMC.

Composta por obras de vários centros produtores do sul da China, a coleção - rolos de mão (shoujuan), rolos de pendurar (zhou) e álbuns (ce) - abrange peças produzidas entre as dinastias Yuan (1260-1386), Ming (1386-1644) e Qing (1644-1911).

A exposição estará patente até 28 de janeiro de 2018.

Entrada gratuita.